Currículo escolar: dossiê traz necessidades e reflexões de sua construção

Caderno lançado pelo Cenpec pode ser acessado online na íntegra

O currículo é a temática principal de uma nova publicação online lançada pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação (Cenpec), na última semana. Os artigos do dossiê contribuem com a reflexão sobre processos de elaboração de currículos, quais devem ser seus conteúdos, como devem ser explicitados e as questões políticas envolvidas.

Segundo editorial do “Cadernos Cenpec”, trata-se de assunto relevante para o país. “As avaliações externas coordenadas por vários entes federados, bem como diversos estudos, têm mostrado dificuldades dos alunos em alcançar bom desempenho em conteúdos centrais das disciplinas, tanto no ensino fundamental quanto no ensino
médio”, diz texto.

O Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado recentemente, estabelece que seja definido um currículo nacional comum para o ensino fundamental. “Esses e outros elementos de contexto justificam a importância de refletirmos sobre o que devemos incluir nos currículos”, de acordo com editorial do Centro de Estudos. (NET Educação)

Calendário de Capacitação/Novembro

A programação completa de capacitação para o mês de novembro/2014 já está disponível. Você pode baixar o arquivo (PDF) na aba “Capacitação” do blog NotaMáxima ou no endereço http://www.notamaxima.net.br/site/capacitacao

Grupos virtuais de estudo ajudam a rever conteúdos

No Facebook, alunos criaram grupos para resolver questões do Enem e de vestibulares de anos anteriores e para pedir que colegas revisem suas redações. Há comunidades que chegam a ter mais de 60 mil participantes e as postagens são frequentes.

Em rápida busca pelo site, o Estado localizou pelo menos dez grupos com mais de mil membros. Os temas são diversos. Matemática para Enem e Vestibular, criado pelo professor Gustavo Viegas, de 30 anos, de Porto Alegre (RS), ultrapassa a marca de 80 mil participantes. “Começou como um trabalho complementar às aulas presenciais. Muitos alunos tinham dúvidas parecidas, então decidi criar um grupo. Eram cerca de 150 pessoas no começo.”

Continue lendo ‘Grupos virtuais de estudo ajudam a rever conteúdos’

Site reúne dicas para fazer um bom TCC

O TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) marca o último ano dos cursos de graduação. Nele, o universitário se vê diante do desafio da delimitação de um tema para pesquisa, o estudo desse tema, a redação, revisão, entre outras tarefas.

Esse projeto pode ser em formato de monografia, em execução solitária, ou ainda em grupo, podendo ser chamado também de TGI (Trabalho de Graduação Interdisciplinar) e TFG (Trabalho Final de Graduação).

Em muitos casos, o TCC ocorre em paralelo com o início da vida profissional do universitário, o que torna sua execução ainda mais desafiadora.

Para auxiliar os estudantes que enfrentam ou vão enfrentar esse desafio, o site Universia reúne diversas dicas em uma página especial. Entre os materiais de auxílio estão textos como “Saiba como estruturar um projeto de pesquisa” e “Como escolher o tema da sua monografia”.

Veja os conteúdos neste link.

(Catraca livre)

Pesquisa aponta que educação do futuro será personalizada, online e híbrida

Segundo pesquisa do World Innovation Summitt for Education (Wise), da Fundação Catar, a educação do futuro será personalizada – acompanhando os interesses de cada aluno -, terá maior presença de computadores, tablets e as aulas online serão mais importantes do que as presenciais.

Para 93% dos pesquisadores ouvidos, a inovação social tecnológica e pedagógica será essencial para o avanço da educação. Porém, a pesquisa lembra que, apesar da influencia da tecnologia, os dispositivos deverão estar a serviço dos propósitos acadêmicos.
Continue lendo ‘Pesquisa aponta que educação do futuro será personalizada, online e híbrida’

Não consegue estudar para o vestibular? Veja dicas que podem te ajudar a conquistar a vaga dos seus sonhos

No início de cada ano, milhões de jovens brasileiros se dedicam aos estudos com o objetivo de ingressar em um curso universitário. Esta tarefa não é simples, exige além de disciplina, muitas vezes abrir mão da vida social e, acima de tudo, persistência. Algumas dicas podem ajudar a facilitar o seu caminho rumo ao ensino superior

1. Mantenha-se informado. Não leia apenas os livros sugeridos para os vestibulares que prestará, mas jornais, revistas e tudo que possa ser fonte de informação. Conhecimentos gerais são cobrados nas provas e os temas das redações quase sempre vêm de algum assunto que foi muito discutido durante o ano na mídia

Continue lendo ‘Não consegue estudar para o vestibular? Veja dicas que podem te ajudar a conquistar a vaga dos seus sonhos’

UOL e Sistema Ari de Sá lançam simulado gratuito para o Enem

O UOL, em parceria com o SAS (Sistema Ari de Sá), disponibiliza para os internautas um simulado online gratuito no formato do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que será aplicado nos dias 8 e 9 de novembro.

As inscrições para o simulado devem ser realizadas pela internet e terminam no dia 7 de novembro. O exame pode ser acessado a qualquer momento e será constituído por duas provas, cada uma com 90 questões objetivas de múltipla escolha.

Assim como no Enem, o teste vai avaliar as seguintes áreas do ensino médio:

  • Prova 1: Ciências humanas e ciências da natureza e suas tecnologias;
  • Prova 2: Linguagens, códigos e suas tecnologias / matemática e suas tecnologias.

Continue lendo ‘UOL e Sistema Ari de Sá lançam simulado gratuito para o Enem’

Não tem dinheiro para pagar a universidade? Conheça programas que podem te ajudar

Há cerca de quinze anos, jovens que quisessem ingressar em um curso universitário e não tivessem condições financeiras para arcar com os custos que eram impostos, tinham poucas opções. A principal delas era estudar muito e tentar uma vaga nas concorridas universidades públicas. Felizmente os tempos mudaram e hoje é bem mais fácil estudar com o dinheiro curto. Conheça as principais:

FIES – O Programa de Financiamento Estudantil financia a graduação do estudante de Ensino Superior que não possa arcar com as despesas. Após terminar o curso, o aluno deverá restituir o Governo com juros de 3,4% ao ano. Antigamente para ter acesso ao programa era necessário um fiador. Felizmente, as coisas mudaram e hoje basta que o aluno esteja matriculado em uma escola com avaliação positiva no MEC e que haja vaga no curso escolhido.

Continue lendo ‘Não tem dinheiro para pagar a universidade? Conheça programas que podem te ajudar’

O professor do futuro

Era um jovem professor que carregava uma mala muito pesada. Quando perguntavam o que tinha dentro dela, respondia que eram as ferramentas necessárias para ser um bom docente. Algumas pessoas se surpreendiam quando pediam para que o professor abrisse a mala, porque nada havia lá. Então ele afirmava que era necessário despir-se do passado e conhecer a realidade presente para enxergar o momento futuro. Todos os professores que abriam a mala do jovem professor estavam presos a conceitos antigos, assumiam posturas ultrapassadas em sala de aula e não procuravam entender os anseios da nova geração de estudantes. Portanto, o futuro significava, para esses profissionais, algo muito distante e imprevisível.

O jovem professor, observando a dificuldade que os seus colegas de profissão tinham de enxergar o conteúdo daquela mala tão pesada, resolveu apresentá-lo. Disse que iria começar a retirar da bolsa as ferramentas que traçam o novo perfil do professor. O primeiro instrumento de trabalho exposto foi a boa formação, o aperfeiçoamento e a atualização. Alguns docentes chegaram a demonstrar fadiga só em olhar para esse componente que deve existir na mala de um mestre qualificado. A segunda ferramenta se refere ao uso das novas tecnologias como um recurso a favor dos conteúdos. Nesse momento, muitos resmungaram, imaginando o trabalho que teriam para aprender a usar o computador nas aulas e alguns outros eletrônicos. Um professor chegou a dizer que aquela mala já estava ficando pesada demais para um docente que não consegue sustentar nem a si mesmo com o péssimo salário que ganha. O jovem professor rebateu afirmando que, por ser uma mala tão pesada, não cabem mais lamentações, arrependimentos ou reclamações. É preciso carregá-la com otimismo, força e esperança em um futuro melhor. Quem faz o caminho é quem passa por ele. A profissão pode ser um peso para alguns docentes, mas um exercício fortalecedor para outros. Depende da visão de futuro de cada profissional da Educação.

Continue lendo ‘O professor do futuro’

5 brinquedos que desenvolvem habilidades socioemocionais

Brinquedos exercem um encanto em qualquer criança.

E em muitos adultos também!

Eles fazem parte da nossa infância, da nossa memória afetiva e deixam marcas importantes no nosso desenvolvimento.

Brincar desenvolve várias habilidades e tem efeitos positivos que duram para o resto da vida.

O uso de brinquedos e de livros pode contribuir muito para que as crianças e os adultos desenvolvam habilidades fundamentais para o mundo de hoje.
Continue lendo ’5 brinquedos que desenvolvem habilidades socioemocionais’

Pais cansados e os hábitos tecnológicos das gerações digitais

Um dos temas mais polêmicos no universo de pais e professores atualmente é a influência da tecnologia no dia a dia das crianças e adolescentes.

Qual é o tempo ideal de uso de eletrônicos por dia? Com quantos anos uma criança pode ganhar um tablet ou um smartphone? É bom liberar o uso de celular em sala de aula? Afinal, a tecnologia faz bem ou faz mal à saúde das novas gerações?

Muitas perguntas. Poucas respostas. Nenhuma receita.

Hoje as dúvidas em torno do excesso do uso da tecnologia pelas crianças são, na verdade, a ponta do iceberg de uma situação social muito mais ampla e complexa.
Continue lendo ‘Pais cansados e os hábitos tecnológicos das gerações digitais’

Registrar a aula, seus instrumentos e o aprendizado

Nos antigos fliperamas, um prazer juvenil era observar as bolinhas metálicas ricocheteando nos objetos da pista, produzindo luzes e sons hipnóticos. Penso nessa imagem a propósito de dois textos que li sobre os dispositivos móveis e a educação. O teor das discussões é diferente, mas o que é tratado nos textos possui insights ressoantes como as bolas do fliperama. Vou abordar nesta coluna um dos textos, o outro fica para ocasião posterior.

O artigo de John Jones discute um tema sobre a relação entre as tecnologias e a educação que tem ganhado bastante atenção nos últimos tempos: a maior ou menor eficácia, com respeito à aprendizagem, dos registros feitos em computador comparados com as anotações à mão. Além da relevância do assunto, o texto evidencia que o significado de qualquer pesquisa depende de interpretações. No caso, a feita por Jones vai de encontro à realizada pelos autores da investigação relatada.
Continue lendo ‘Registrar a aula, seus instrumentos e o aprendizado’

Nota do exame vale para outros programas oferecidos pelo MEC

A nota do candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado nos dias 8 e 9 de novembro próximo, além de ser usada para ingresso em instituições de educação superior públicas, como universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia, também abre portas para programas do governo federal. Uma boa média final pode garantir o acesso a programas como o Universidade para Todos (ProUni), o Ciência sem Fronteiras e o de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Na correção da prova, o Enem adota a teoria de resposta ao item — o valor de cada questão varia de acordo com o percentual de acertos e erros. A pergunta que tiver um alto número de acertos será considerada fácil. Assim, valerá menos. Mas se o participante do exame confirmar uma questão com poucas respostas certas ganhará mais pontos. Assim, dois participantes que tiverem o mesmo número de acertos dificilmente obterão a mesma média final.

Continue lendo ‘Nota do exame vale para outros programas oferecidos pelo MEC’

“Selfie com seu professor”: Unesco lança concurso para estudantes

Para celebrar o Dia do Professor, comemorado em 15 de outubro, a Unesco lança o concurso “Selfie com seu professor”, que vai premiar com tablets os estudantes autores das fotos e frases mais criativas.

Até o próximo dia 13, estudantes de todas as idades podem participar da iniciativa que visa homenagear os professores nas redes sociais. Para concorrer, basta publicar a selfie com o mestre no Facebook e escrever uma frase sobre “O que você faria para valorizar o trabalho do seu professor?”. O internauta deve marcar a página Unesco na rede e inserir a hashtag #selfieprofessor, para garantir que a organização veja o post.

O objetivo da campanha é promover uma reflexão sobre o valor que os educadores têm para a sociedade. As três selfies e frases mais criativas e adequadas ao tema, de acordo com a comissão julgadora da Unesco, serão premiadas com tablets.

O resultado será divulgado no Facebook e no site da entidade no Dia do Professor. Confira o regulamento oficial do concurso antes de participar. (NET Educação)

Como lidar com o estresse na primeira infância

“Ah, que bom era aquele tempo em que eu era criança, que não tinha preocupações, nada com que me estressar!”. Há muitos adultos que dizem essa frase e relembram a infância como aquele tempo de bons ventos, em que as maiores preocupações eram fazer lição de casa ou pular o muro e enfrentar o cachorro do vizinho para pegar a bola. Tem até o célebre poema do Casimiro de Abreu: “Oh! que saudades que eu tenho / da aurora da minha vida, / da minha infância querida / que os anos não trazem mais!”

Ninguém nega que, de fato, a criança tem muuuuito menos responsabilidades do que os adultos e que a infância é um tempo de brincar e de viver sem preocupações. Mas não é por isso que ela não está sujeita ao estresse. Enfrentar um cachorro, por exemplo, é uma situação de perigo que aciona os mesmos sistemas de reação do corpo da criança que quando um adulto está se descabelando com prazos apertados no trabalho.

Continue lendo ‘Como lidar com o estresse na primeira infância’

Graciliano Ramos: Literatura e Cinema

A vida de Graciliano Ramos (nascido em 27/10/1892, em Quebrângulo/AL, e falecido em 20/03/1953, no Rio de Janeiro/RJ) daria um bom filme. Passou sua infância nas cidades de Viçosa (MG) e Palmeira dos Índios (AL), e Buíque (PE). Sua família era rigorosa na educação, com pouca conversa, fazendo-o acreditar que a violência era intrínseca às relações humanas.

Depois de uma infância difícil, destacou-se como bom escritor e tornou-se jornalista. Foi eleito prefeito de Palmeira dos Índios, em 1927. Os relatórios de prestação de contas da prefeitura, que ele enviava ao governador de Alagoas, chegaram às mãos do escritor e editor Augusto Frederico Schmidt, que ficou tão impressionado com a qualidade literária dos relatórios, que o procurou para que publicasse mais textos.
Continue lendo ‘Graciliano Ramos: Literatura e Cinema’

Jogo online gratuito ajuda estudante interessado em aprender inglês com músicas

O que é melhor: aprender inglês com um jogo on-line ou com a música da sua banda favorita? A startup brasileira Backpacker uniu os dois métodos no Feel The Music (Sinta a Música, em livre tradução), um game que permite treinar habilidades de compreensão textual e auditiva de língua inglesa, ao mesmo tempo em que o jogador se diverte com os hits do momento.

No game, o usuário pode jogar sozinho ou na opção multiplayer, desafiando outros participantes. O objetivo de cada partida é preencher os trechos que aparecem em branco durante a música. Conforme as palavras são preenchidas corretamente, o jogador recebe pontos que podem ser utilizados para comprar novos hits. Ao finalizar uma música, ele recebe um relatório sobre o seu desempenho, apontando a quantidade de expressões distintas que foram acertadas.
Continue lendo ‘Jogo online gratuito ajuda estudante interessado em aprender inglês com músicas’

Cidadãos já podem acompanhar aplicação das metas do plano da educação na internet

Para facilitar o acompanhamento do PNE (Plano Nacional de Educação), o site Observatório do PNE, que reúne informações sobre cada meta e estratégia do plano,  disponibilizou no último dia 24 números dos municípios brasileiros.

Eles somam-se aos dados já disponíveis do país, dos estados e das regiões. É possível, por exemplo, conhecer, por cidade, dados dos ensinos fundamental, médio e superior, de educação profissional, entre outras questões abordadas no plano.

De iniciativa de 20 organizações ligadas à educação, o portal é coordenado pelo movimento Todos pela Educação. Com a atualização, é possível fazer, por localidade, o download de dossiês completos de um ou mais indicadores. Também foi criada uma página sobre a Lei do PNE, com uma linha do tempo mostrando eventos importantes desde o início de sua tramitação, incluindo os principais acontecimentos de sua vigência.
Continue lendo ‘Cidadãos já podem acompanhar aplicação das metas do plano da educação na internet’

Trabalho em grupo, trabalho do futuro

“Eu odiava fazer trabalho em grupo“. Você já ouviu essa declaração de algum adulto? Pois mal sabe ele que os projetos em equipe não ficaram lá atrás, nos tempos de escola. Pelo contrário. Cada vez mais, trabalhamos uns com os outros por um objetivo comum. E quem “odiar” essa convivência terá duas opções: isolar-se em alguma das poucas atividades solitárias que ainda existem – que tal vigilante de farol, lá no alto mar? – ou rever a sua postura.

“Hoje, as empresas trabalham com grandes projetos. Às vezes, até pagam bônus para equipes de destaque. Por isso, as crianças têm de aprender a colaborar com colegas desde cedo”, ressalta Paula Furtado, psicopedagoga e autora de vários livros. E não é só questão de se tornar um profissional competente. Quanto mais participativos e generosos formos, melhor para toda a sociedade.
Continue lendo ‘Trabalho em grupo, trabalho do futuro’

MEC descarta aplicar prova a crianças para avaliar educação infantil

 A coordenadora geral de educação infantil da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação, Rita Coelho, disse que o governo trabalha na implantação de uma política de avaliação da educação infantil, mas descarta mensurar o desempenho dos alunos e aplicar provas para crianças de até 5 anos de idade. Rita participou de um seminário nacional sobre educação infantil que ocorre nesta quarta-feira (17) em São Paulo.

A construção de uma política de avaliação da educação infantil atende a uma das metas previstas pelo Plano Nacional da Educação (PNE), que estabelece as estratégias das políticas de educação para o Brasil nos próximos dez anos. Conforme prevê o plano, a primeira avaliação tem de estar realizada até o dia 25 de junho de 2016, e a partir desta data deve ocorrer a cada dois anos.

Continue lendo ‘MEC descarta aplicar prova a crianças para avaliar educação infantil’